segunda-feira, 30 de maio de 2016

Bolo fresquinho de ananás




Este bolo fica muito bom, é simplesmente suave, fresco e delicioso.
A massa é a mesma do meu  Bolo Tiramisú.

Ingredientes:
(bolo)
4- ovos
4- colheres de sopa de água quente
240g- de açúcar
1- colher de café de aroma de baunilha
100g- de farinha
100g- de farinha maisena (amido de milho)
2- colheres de chá de fermento
- farinha para polvilhar e manteiga para untar a forma

(recheio)
1/2- pacote de natas
2- colheres de sopa de açúcar
1- saqueta de gelatina de ananás
250ml- de água quente para a gelatina
1- lata de ananás em calda (só usei metade)

(cobertura)
1 1/2- pacotes de natas
4- colheres de sopa de açúcar
- aroma de baunilha a gosto
1- colher de sopa de sumo de limão


Preparação:
Pré-aquece-se o forno a 180. Unta-se uma forma redonda com manteiga e polvilha-se com farinha.
Batem-se os ovos com a água quente, até a mistura ficar volumosa. Junta-se o açúcar e a baunilha e continua-se a bater. Acrescentam-se as farinhas e o fermento e mistura-se bem sem bater.
Deita-se a massa para a forma e leva-se ao forno a cozer.
Retira-se do forno e deixa-se arrefecer por completo.
Entretanto prepara-se o recheio.
Faz-se a gelatina com os 250ml de água quente conforme as instruções da embalagem, deixa-se arrefecer sem solidificar.
De seguida, bate-se metade do pacote de natas com as duas colheres de sopa de açúcar, junta-se a gelatina e o ananás cortado aos cubos, deixando-se algum para decoração, leva-se ao frio até solidificar um pouco.
Depois do bolo frio, corta-se a meio, pincela-se com a calda da lata do ananás cobre-se com o recheio , pincela-se a outra metade do bolo e coloca-se por cima do recheio.
Para a cobertura, batem-se as restantes natas com o sumo de limão e o açúcar até ficarem em chantilly.
Decora-se o bolo a gosto com o chantilly e o restante ananás (usei um palito molhado em corante vermelho para dar aquele efeito marmoreado)  e leva-se ao frio até servir.

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Magret de pato com molho de pimentas


Sugestão para o fim de semana, publicada anteriormente.


Ingredientes:
2- peitos de pato (varia conforme o nº de pessoas)
1- colher de sopa de manteiga
1- dente de alho
1- cálice de vinho do porto
1- colher de sobremesa de mistura de grãos de pimenta
1- pacote de natas para carne (ou normal)
- sal e pimenta

Preparação:
Liga-se o forno no máximo.
Entretanto, dão-se uns cortes na pele do pato em forma de losângulos sem chegar à carne e tempera-se de sal e pimenta.
Levam-se a fritar com a pele virada para baixo numa frigideira anti aderente, bem quente, sem adicionar nenhuma gordura porque a pele do pato vai largar muita gordura que é suficiente para fritar a carne.
Deixam-se fritar cerca de 3m de cada lado.
Retira-se a carne coloca-se num pirex e leva-se ao forno, reduz-se a temperatura do forno para 180º e deixa-se acabar de cozinhar a gosto (rosada ou mais passada) enquanto se prepara o molho.
Na gordura do pato que ficou na frigideira acrescenta-se a manteiga e o alho e deixa-se fritar um pouco. 
Retira-se o alho, acrescentam-se as pimentas e o vinho e deixa-se ferver até reduzir, juntam-se as natas e deixa-se o molho engrossar.
Retira-se a carne do forno deixa-se repousar cerca de 5m,  fatia-se e rega-se com o molho.
Serve com acompanhamento a gosto.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Bolo tartado de maçã



Mais uma vez a mesa do nosso pequeno almoço foi composta por este bolo, em que a base é sempre a mesma, altero só o sabor ou o tipo de fruta.


Ingredientes:
2- ovos
8- colheres de sopa de farinha rasas
4- colheres de sopa de açúcar
6- colheres de sopa de leite
2- colheres de sopa de óleo
1- colher de chá de fermento
2- maçãs 
- canela e açúcar a gosto para polvilhar
- manteiga para untar

Preparação: 
Pré aquece-se o forno a 180º.
Unta-se uma tarteira com manteiga e reserva-se. De seguida, misturam-se os ovos, o açúcar, o leite, o óleo e mexe-se até ficar bem ligado. Depois, adiciona-se a farinha e o fermento, bate-se muito bem com a vara de arames para a massa não ficar com  grumos.
Deita-se a massa na tarteira, cobre-se com a maçã descascada e laminada e polvilha-se com o açúcar e a canela.
Leva-se ao forno até estar cozido e dourado.

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Queques de fiambre e presunto


Com a chegada do tempo quente já apetece fazer piqueniques, deixo esta receita publicada anteriormente como uma sugestão para comer fora.


Ingredientes:
75g- de manteiga
175g- de farinha
1,5dl- de leite
2- ovos
1- colher de chá de fermento em pó
- fiambre e presunto
-manteiga para untar

Preparação:
Untam-se com manteiga umas forminhas para queques.
Corta-se o fiambre e o presunto aos cubinhos.
De seguida, bate-se a manteiga com a farinha e os ovos.
Adiciona-se o leite e o fermento e mistura-se muito bem.
Juntam-se o cubinhos de fiambre e de presunto e envolve-se.
Distribui-se a massa pelas formas enchem-se até 3/4.
Levam-se ao forno médio até cozerem.
Deixam-se arrefecer e desenformam-se.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Bolo gelatina


Este bolo é a minha adaptação de uma receita da revista "Segredos de Cozinha", na original, tem a receita do bolo, mas saltei esta parte para aproveitar as sobras de um Pão de Ló, e muito sinceramente, acho que esta receita se adapta melhor ao aproveitamento de bolos. 
A receita original encontra-se aqui.

Ingredientes:
- sobras de Pão de Ló
1- lata de pêssego em calda
2- saquetas de gelatina de pêssego
500ml- de água quente
250ml- de água fria
- óleo para untar
- hortelã para decorar

Preparação:
Corta-se o bolo e o pêssego aos cubos reservando-se metade de um pêssego para decoração. 
Prepara-se a gelatina de acordo com as instruções da embalagem, utilizando-se apenas a água acima indicada. 
Unta-se uma forma redonda de chaminé com óleo. Espalha-se o bolo e o pêssego, tudo misturado na forma. 
Verte-se a gelatina por cima e calca-se com uma colher para o bolo absorver o líquido.
Bate-se um pouco a forma na bancada e leva-se ao frigorífico para solidificar. 
Depois de sólido, retira-se do frio, desenforma-se para um prato e decora-se a gosto com o pêssego e folhas de hortelã

terça-feira, 10 de maio de 2016

Pão branco



Mais uma receita para relembrar, para quem tem máquina de fazer pão, é uma sugestão para usar a farinha de Pão Branco.


Depois de ter experimentado várias receitas e várias farinhas, a farinha  para pão branco da marca Continente na minha opinião é a melhor.
Como mostra a imagem não faço a receita por completo na máquina, só a uso para amassar, moldo o pão e levo ao forno.
Para fazer este pão tipo carcaça, Biju é como nós chamamos na nossa região faço o seguinte;

Ingredientes:
300ml- de água fria
2- colheres de sopa de óleo
500g- de farinha
- farinha normal para polvilhar
- água (para levar ao forno para dar humidade ao pão)

Preparação:
Colocam-se os ingredientes pela ordem acima indicada na cuba da máquina (menos a farinha para polvilhar e a água para o forno) e programa-se para amassar.
Depois do programa terminar põe-se a massa num recipiente enfarinhado, tapa-se com película anti aderente e leva-se  a levedar num local sem correntes de ar, até duplicar de volume.
De seguida, molda-se a massa em forma de  pequenas bolas, colocam-se num tabuleiro de ir ao forno enfarinhado e deixam-se levedar até duplicarem.
Para o pão ter aquele formato recortado, com uma tesoura faz-se um corte por cima a meio de cada bola.
Coloca-se um recipiente no forno com um pouco de água e levam-se a cozer a 200º até estarem dourados.

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Copinhos de tarte de limão merengada


Fresca e bastante aromática, esta sobremesa faz as delícias dos apreciadores de limão.
A combinação de sabores e textura é perfeita.


Ingredientes:
(8 copinhos)
base
100g- de bolacha maria picada
40g- de manteiga derretida
creme
300ml- de água
200g- de açúcar
2- limões raspa e sumo
3- gemas
2- colheres de sopa de farinha Maizena
60g- de manteiga
merengue
3- claras 
100g- de açúcar

Preparação:
Leva-se a água e o sumo de limão ao lume numa panela até levantar fervura. 
Entretanto, misturam-se as gemas com o açúcar e a Maizena, retira-se um pouco da água quente e junta-se à mistura das gemas mexendo-se bem para não ficarem talhadas. Deita-se esta mistura na panela da água e deixa-se cozinhar em lume brando até o creme engrossar.
Retira-se do lume juntam-se as raspas de limão e a manteiga cortada em cubos e mexe-se sempre até a manteiga estar derretida e misturada com o creme. Cobre-se o creme por cima com película aderente e reserva-se.
De seguida, põem-se as bolachas num saco de plástico e desfazem-se completamente com a ajuda de um rolo da massa, ou picam-se na picadora, derrete-se a manteiga e mistura-se com a bolacha picada. 
Batem-se as claras juntamente com o açúcar até formar o  merengue.
Para a montagem, cobre-se o fundo dos copinhos com a bolacha picada, deita-se por cima o creme e cobre-se com o merengue (coloquei o merengue num saco de pasteleiro com um bico Wilton 1M,cada um decora a gosto)
Levam-se as tartes  ao forno, previamente aquecido no máximo, até o merengue alourar.
Servem-se frias.

terça-feira, 3 de maio de 2016

Croquetes de carne


Mais uma receita publicada anteriormente.


Ingredientes:
400g- de carne fresca picada + metade de um chouriço corrente picado
- metade de uma cebola bem picada
- malagueta a gosto (opcional)
- pimenta a gosto
1- raminho de salsa picada
- sal
3- colheres de sopa bem cheias de farinha de trigo
200ml- de leite 
3- colheres de sopa de manteiga
- ovo e pão ralado para panar
- óleo para fritar

Preparação:
Refoga-se na manteiga a cebola e a carne picada. Acrescenta-se a salsa e tempera-se com o sal, a pimenta e a malagueta. 
Mistura-se o leite com a farinha e junta-se ao refogado. 
Mexe-se sempre até a mistura descolar da panela, se for necessário coloca-se mais leite ou farinha. 
Retira-se do lume e deixa-se amornar. 
De seguida, enrolam-se em formato de croquetes e passam-se pelo ovo batido e pelo pão ralado. 
Fritam-se em óleo bem quente até estarem dourados,  ou vez de se fritarem no momento levam-se a congelar.