quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Bolo de rosas com leite creme e amêndoas

Esta é a minha versão do Bolo de Rosas e foi o nosso lanche de Carnaval.

Ingredientes:
250g- de leite 
125g- de manteiga
2- saquetas de fermento de padeiro em pó ( as quantidades dependem da marca)  
2- ovos 
500g- de farinha T 65 
1- colher de café de sal
2- colheres de sopa de açúcar
500ml- de leite para o leite creme
1- carteira de leite creme 
- açúcar para o leite creme (as quantidades conforme as instruções da embalagem)
- canela a gosto
- amêndoa laminada a gosto
- manteiga para untar e farinha para polvilhar 

Preparação (máquina de fazer pão):
Derrete-se a manteiga, e mistura-se com  leite, os ovos batidos o açúcar e o sal.
Deita-se esta mistura na cuba da máquina, acrescenta-se a farinha e o fermento e programa-se para massas.
Depois do programa terminar retira-se a massa para um recipiente enfarinhado e deixa-se levedar em local quente até duplicar de volume.
Entretanto, faz-se o leite creme com o meio litro de leite e o açúcar conforme as instruções da embalagem, mas não se deixa engrossar muito.
De seguida, unta-se uma forma redonda com manteiga e polvilha-se com farinha. 
Estende-se a massa com o rolo numa superfície enfarinhada, em forma de um rectângulo.
Recheia-se com o leite creme, deixando-se algum para a cobertura, polvilha-se com a canela e enrola-se pelo lado mais comprido do rectângulo e corta-se em nove partes iguais. 
Colocam-se na forma distanciadas umas das outras, uma no centro e as restantes ao seu redor, formando uma flor. 
Deixa-se levedar até as rosas aumentarem de volume.
Depois da massa levedada cobre-se com o restante leite creme e polvilha-se com as amêndoas laminadas. 
Leva-se o bolo ao forno, a 180º, até estar cozido e dourado.
Desenforma-se depois de frio.

Nota: O recheio do leite creme durante a cozedura funde-se com a massa, o que a torna mais fofa e saborosa, só o creme da cobertura é que se vê no bolo. 

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Feliz Carnaval

Desejo a todos um Feliz Carnaval.
Aproveito para publicar a história dos Caretos que são uma das tradições do Carnaval do distrito de Bragança.

Careto

(Origem: Wikipédia)

O careto é um personagem mascarado do carnaval do nordeste de Portugal. É um homem que usa uma máscara com um nariz saliente feita de couro, latão ou madeira pintada com cores vivas de amarelo, vermelho ou preto. Numa outra versão, a máscara, feita de madeira de amieiro decorada com chifres e outros apetrechos, é usada em Lazarim.

Origens
 
Pensa-se que a tradição dos Caretos tenha raízes célticas, de um período pré-romano. Provavelmente, está relacionada com a existência dos povos Galaicos (Gallaeci) e Brácaros (Bracari) na Galiza e no norte de Portugal.

Traje
 
O careto usa fatos às riscas, com capuz, de cores garridas, feitos de colchas com franjas compridas de lã vermelha, verde e amarela. Carrega bandoleiras com campainhas e enfiadas de chocalhos à cintura. Da sua indumentária faz também parte um pau ou cacete.
Citando o sítio oficial dos Caretos de Podence:
Os Caretos usam máscaras rudimentares, onde sobressai o nariz pontiagudo, feitas de couro, madeira ou de vulgar latão, pintadas de vermelho, preto, amarelo, ou verde. A cor é também um dos atributos mais visíveis das suas vestes: fatos de colchas franjados de lã vermelha, verde e amarela, com enfiadas de chocalhos à cintura e bandoleiras com campainhas. Da sua indumentária, faz também parte um pau que os apoia nas correrias e saltos. A rusticidade do ambiente é indissociável desta figura misteriosa.
   
Festas 

A festa dos caretos faz parte de uma tradição milenar que é celebrada em Portugal no Entrudo. Em Trás-os-Montes é celebrado em várias aldeias dos concelhos de Vinhais, Bragança, Macedo de Cavaleiros (especialmente Podence) e Vimioso, e na Beira Alta em Lazarim.