quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Pudim de chocolate

Este pudim é muito agradável, a receita é de um número da revista "Mariana Culinária".

Ingredientes:
200gr- de chocolate em tablete para culinária
2dl- de natas
7- folhas de gelatina incolor
1- lata de leite condensado
3dl- de leite

Preparação:
Parte-se o chocolate em pedaços para um tacho e leva-se ao lume com as natas, mexendo-se sempre, até derreter e se obter um creme homogéneo.
Retira-se do lume e reserva-se.
Entretanto, demolham-se as folhas de gelatina em água fria, por três minutos.
Escorrem-se e levam-se ao lume a derreter em banho maria.
Numa tigela grande, misturam-se os leites com o preparado de chocolate e envolve-se a gelatina derretida.
Passa-se uma forma de pudim por água fria, escorre-se bem e verte-se o pudim para a forma.
Leva-se ao frio até solidificar.
Para desenformar mergulha-se a forma em água quente (sem deixar entrar água para dentro) até o pudim se descolar vira-se para um prato e decora-se a gosto.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Pizza folhada

Estes folhados ficam muito bons e são muito práticos.
Foi num ápice que o prato ficou vazio, todos gostaram.


Ingredientes:
2- placas de massa folhada
- molho de pizza com oregãos de compra
- fiambre aos cubos a gosto
1- lata pequena de cogumelos laminados
- azeitonas pretas ás rodelas a gosto
1- embalagem de queijo para pizza
1- ovo

Preparação:
Começa-se por cortar a massa em círculos com a ajuda de um copo.
Por cada círculo espalha-se o molho, distribui-se o fiambre, os cogumelos, as azeitonas e polvilha-se com um pouco de queijo.
Para se fechar o folhado sobrepõe-se outro círculo por cima e fecham-se bem todas as pontas.
Repete-se este processo até se esgotarem os ingredientes.
Pincelam-se os folhadinhos com o ovo batido e levam-se ao forno a cozer até a massa estar dourada.
 
 
O formato e o tamanho dos folhados é a gosto, inicialmente a minha ideia era fazer em quadrado, mas como só havia massa folhada redonda tive que fazer em redondo para não haver tanto desperdício de massa.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

O meu bolo de aniversário


Este foi o meu bolo de aniversário como é ao gosto da casa (confesso que é ao meu gosto é o meu preferido) fiz novamente o bolo de vinagre recheado e coberto com leite creme e decorado com raspas de chocolate, morangos e uma faixa lateral feita de chocolate.

sábado, 5 de outubro de 2013

Parabéns Para Mim

(imagem tirada da net)

 
Hoje é o dia do meu aniversário.
E o balanço de fazer 34 anos  é.............ainda estou aqui para as curvas (hi-hi).

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Uma Maratona de bolo

Como já referi anteriormente sou amiga da dona do Atelier Cake Design, e há umas semanas atrás fui ajuda-la a fazer um bolo de casamento.
Depois de dois dias de trabalho árduo, o resultado é o bolo que está na fotografia, 2 bolos quadrados de 26cm e 150 bolinhos individuais de chocolate com recheio de frutos silvestres e decorados com pasta portuguesa.
Acabou por ficar muito bonito e original, os Noivos e os convidados adoraram.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Panna cotta

O descanso acabou (mas só foi o blog que teve direito a descanso, a mim passou-me ao lado) e nada melhor do que começar com um docinho muito aromático.
Apesar desta sobremesa ser bastante conhecida esta é a minha versão.

Ingredientes:
4dl- de natas frescas
2dl- de leite
4- colheres de sopa de açúcar
4- folhas de gelatina
1- vagem de baunilha 
(molho)
- amoras q.b.
3- colheres de sopa de açúcar

Preparação:
Colocam-se as folhas de gelatina a demolhar em água fria.
De seguida, numa panela misturaram-se as natas e o leite com o açúcar.
Abre-se a vagem de baunilha no sentido do comprimento, raspa-se o interior para retirar as sementes e coloca-se a vagem e as sementes na mistura de natas mexendo-se tudo.
Leva-se a panela ao lume até  ferver.
Retira-se do lume, tira-se a vagem da baunilha (pode-se aproveitar para fazer açúcar baunilhado, deixa-se secar e coloca-se a vagem num frasquinho com açúcar) .
Entretanto, escorre-se a gelatina e junta-se às natas misturando-se bem.
Deita-se a panna cotta em tacinhas e serve-se decorado a gosto. 

Eu decorei com molho de amoras.
No dia anterior a fazer a panna cotta, lavam-se as amoras colocam-se num recipiente e colocam-se as 3 colheres de açúcar por cima e reservam-se no frio.
Quando o açúcar estiver derretido, deitam-se as amoras e o molho criado pelo açúcar numa panela e leva-se ao lume até ferver.
Deixa-se arrefecer e está pronto a servir.

terça-feira, 23 de julho de 2013

Férias

(imagem copiada da net)

Para descanso do pessoal este blog vai entrar de férias.
Volto em breve com novidades.

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Licor de hortelã

Com uma cor e um aroma muito subtil este licor é ideal para se servir após um belo jantar.

Ingredientes:
40- folhas de hortelã frescas
1 litro de aguardente
1/2 kg- de açúcar
500 ml- de água

Preparação: 
Lavam-se bem as folhas de hortelã e secam-se com um guardanapo. 
Coloca-se a hortelã e a aguardente num frasco ou numa garrafa e deixa-se macerar no mínimo um mês agitando-se de vez em quando.
Passado o tempo da maceração faz-se uma calda com o açúcar e a água e deixa-se ferver até ficar num tom amarelado. 
Deixa-se arrefecer a calda e de seguida  junta-se à aguardente previamente filtrada com um coador normal de rede. 
Mistura-se bem e deixa-se descansar mais uns dias. 
Depois é só provar.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Rosca com creme de chocolate

Esta rosca ficou uma autêntica maravilha.

Ingredientes:
(massa)
2- saquetas de fermento de padeiro 
1,2dl- de leite morno
450g- de farinha
90g- de manteiga
80g- de açúcar
2- ovos
1- pitada de sal
1- ovo para pincelar
- farinha para polvilhar
- manteiga para untar
(recheio e decoração)
2,5dl- de leite
50g- de açúcar
35g- de farinha
1- ovo
2- gemas
1- colher de sobremesa de aroma de baunilha
100g- de chocolate em tablete para culinária
- açúcar em pó para polvilhar
- rolinhos de chocolate para polvilhar

Preparação:
Prepara-se a massa na máquina de fazer pão, colocando-se na cuba o leite, a manteiga, os ovos, o açúcar, o sal, a farinha e o fermento e programa-se a máquina para massas.
Quando programa terminar retira-se a massa para um recipiente enfarinhado e deixa-se levedar num local quente até a massa duplicar de volume.
Entretanto, prepara-se o creme para o recheio, leva-se ao lume o leite até ferver. À parte, mistura-se o açúcar com a farinha, o ovo, as gemas e a baunilha. Incorpora-se esta mistura no leite e mantém-se em lume brando, mexendo-se sempre até engrossar.
Depois da massa ter levedado, divide-se em duas partes iguais e tendam-se em forma de rectângulos.
Mistura-se o chocolate picado ao creme feito anteriormente e verte-se sobre a massa espalhando-se de forma uniforme sem chegar às margens da massa. 
Enrolam-se os rectângulos recheados como se fossem tortas.
De seguida, entrelaça-se os dois rolos e unem-se as extremidades para se formar a rosca.
Coloca-se num tabuleiro untado com manteiga e polvilhado com farinha e deixa-se levedar novamente até duplicar de volume.
Pincela-se com o ovo batido, polvilha-se com os rolinhos de chocolate e leva-se ao forno a 180º até estar cozido e dourado.
Depois de cozido deixa-se arrefecer e polvilha-se com açúcar em pó.  

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Uma bela tarde

Mil folhas de bolacha e caramelo
 
 
 
 
 Folhado de chocolate e lima




 Maravilha de morango




 Dacquase Morango




 Folhado de chocolate




 Tarte de chocolate e nozes




Bolo de espinafres e iogurte



 
Semifrio de chocolate e caramelo




No dia 18 eu e a minha grande amiga do Atelier Cake Designer passamos uma tarde formidável com o Chef Furão e o Chef Fernandes que nos deliciaram com estas obras de arte.
Estava tudo uma perdição.


segunda-feira, 17 de junho de 2013

Trifle de baunilha, chocolate e coco torrado

Esta é uma sobremesa bastante agradável, saborosa e reconfortante.

Ingredientes:
 - palitos de champanhe q.b.
1- pacote de pudim de baunilha
- meio litro de leite
- açúcar para o pudim (a quantidade é conforme a marca do pudim)
2- colheres de sopa de coco ralado mais algum a gosto para decorar
1- pacote de natas
1- tablete de chocolate para culinária

Preparação:
Coloca-se uma frigideira anti aderente a aquecer ao lume, sem qualquer tipo de gordura, deitam-se as duas colheres de sopa de coco e deixa-se torrar  mexendo-se de vez em quando (o coco tem que ficar dourado e não queimado). Retira-se do lume e reserva-se.
Entretanto, forra-se o fundo de uma taça, ou tacinhas individuais, com os palitos de champanhe.
De seguida faz-se o pudim com o meio litro de leite e o açúcar conforme as instruções da embalagem.
Mistura-se o coco torrado no pudim, deita-se esta mistura na taça sobre os palitos de champanhe e leva-se ao frio até o pudim solidificar.
Para terminar, levam-se ao lume as natas até levantarem fervura. Retiram-se do lume, acrescenta-se o chocolate partido aos bocadinhos, deixa-se estar um pouco sem mexer até o chocolate começar a derreter. De seguida mexe-se até o chocolate estar completamente derretido e incorporado nas natas. Deita-se esta ganache sobre o pudim, decora-se com o coco ralado e leva-se ao frio até ao momento de servir.      

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Bolo Colchão de Noiva com doce de chila

Na Segunda Feira o meu pai fez anos e este foi o bolo de aniversário.
O bolo escolhido foi o Colchão de Noiva recheado e coberto com leite creme e doce de chila a decoração foi feita com merengue tostado.
De inicio tive receio que esta mistura de ingredientes não combina-se mas ficou perfeito, todos adoraram.

Ingredientes:
6- ovos
250g- de açúcar
100g- de fécula de batata
1- colher de sopa de farinha
1- colher de chá de fermento
- sumo de metade de um limão
- manteiga para untar e farinha para polvilhar
2- pacotinhos de leite creme e açúcar conforme a marca do creme
- meio litro de leite 
2- colheres de sopa bem cheias de doce de chila
(merengue)
6- claras
10- colheres de sopa de açúcar
 
Preparação:
Pré aquece-se o forno a 200º.
De seguida, separam-se as gemas das claras.
Batem-se as claras até ficarem com picos suaves, vai-se acrescentando o açúcar e continua-se a bater até as claras ficarem bem batidas e brilhantes.
Com a ajuda de uma espátula misturam-se as gemas nas claras com muito cuidado para não perderem o volume.
Acrescenta-se a farinha, a fécula de batata, o fermento e mexe-se, novamente com cuidado, até estar tudo incorporado.
Por fim, mistura-se o sumo de limão.
Deita-se a massa numa forma redonda , previamente untada com manteiga e polvilhada com farinha.
Leva-se ao forno até o bolo estar cozido.
Enquanto o bolo arrefece prepara-se o leite creme conforme as instruções da embalagem com o meio litro de leite.
Deixa-se o creme arrefecer sem solidificar.
Corta-se o bolo ao meio recheia-se com uma parte do leite creme e deita-se por cima do creme as duas colheres de sopa do doce de chila.
Coloca-se a outra metade do bolo por cima do recheio e cobre-se todo com o restante leite creme.
Para o merengue:
Colocam-se as claras com o açúcar numa tigela  em banho maria, mas sem que a tigela bata na água, bate-se até o açúcar estar dissolvido, cerca de 3 ou 4 minutos . Coloca-se esta mistura na batedeira e bate-se a velocidade alta até o merengue ficar com picos fortes.
De seguida, cobre-se o bolo com o merengue e passa-se o maçarico de cozinha até ficar tostado a gosto.

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Bolo de aniversário

Este foi o bolo de aniversário da minha mãe que fez anos ontem.
O bolo escolhido foi o bolo de vinagre (que já está publicada no blog) coberto e recheado com leite creme.
A decoração foi feita com uma hóstia e rosetas de chantilly.
A decoração era para ser outra, devido a um pequeno percalço tive que improvisar mas o importante é que a aniversariante gostou do resultado.

terça-feira, 2 de abril de 2013

Pão de Ló

Esta é a minha versão do Pão de Ló e fez parte da minha mesa na Páscoa.
Costumo acrescentar a baunilha para cortar um bocadinho o cheiro forte dos ovos.

Ingredientes:
6- ovos
6- colheres de sopa bem cheias de açúcar
6- colheres de sopa bem cheias de farinha
1- colher de sobremesa de fermento
1- colher de café de aroma de baunilha
- manteiga para untar e farinha para polvilhar

Preparação:
Pré aquece-se o forno a 200º.
De seguida, separam-se as gemas das claras.
Batem-se as claras até ficarem com picos suaves, vai-se acrescentando o açúcar e continua-se a bater até as claras ficarem bem batidas e brilhantes.
Com a ajuda de uma espátula misturam-se as gemas nas claras com muito cuidado para não perderem o volume.
Acrescenta-se a farinha, o fermento e mexe-se, novamente com cuidado, até estar tudo incorporado.
Por fim, mistura-se a baunilha.
Deita-se a massa numa forma, redonda de chaminé no meio, previamente untada com manteiga e polvilhada com farinha.
Leva-se ao forno até o bolo estar cozido.

quinta-feira, 7 de março de 2013

Flan de coco

Para quem aprecia coco este pudim é o ideal. Servido fresco torna-se uma sobremesa bastante agradável.

Ingredientes:
1- litro de leite
3- gemas 
6- colheres de sopa de açúcar
2- pacotes de pudim mandarim
100g- de coco ralado
- caramelo q.b para untar

Preparação:
Leva-se ao lume o leite a aquecer reservando-se um bocadinho de leite frio para se desfazerem os pacotinhos de mandarim.
Batem-se bem as gemas e o açúcar, com a ajuda de um garfo,  junta-se o coco e mistura-se tudo muito bem.
De seguida, desfazem-se os pacotinhos do pudim no leite reservado, junta-se à mistura do coco e mexe-se até estar tudo ligado.
Quando o leite estiver quase a ferver junta-se este preparado mexendo-se sempre até engrossar.
Retira-se do lume, deita-se numa forma previamente untada com o caramelo.
Deixa-se arrefecer, e coloca-se no frigorífico até estar completamente solidificado.
Antes de servir desenforma-se para um prato fundo.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Bolo de rosas com leite creme e amêndoas

Esta é a minha versão do Bolo de Rosas e foi o nosso lanche de Carnaval.

Ingredientes:
250g- de leite 
125g- de manteiga
2- saquetas de fermento de padeiro em pó ( as quantidades dependem da marca)  
2- ovos 
500g- de farinha T 65 
1- colher de café de sal
2- colheres de sopa de açúcar
500ml- de leite para o leite creme
1- carteira de leite creme 
- açúcar para o leite creme (as quantidades conforme as instruções da embalagem)
- canela a gosto
- amêndoa laminada a gosto
- manteiga para untar e farinha para polvilhar 

Preparação (máquina de fazer pão):
Derrete-se a manteiga, e mistura-se com  leite, os ovos batidos o açúcar e o sal.
Deita-se esta mistura na cuba da máquina, acrescenta-se a farinha e o fermento e programa-se para massas.
Depois do programa terminar retira-se a massa para um recipiente enfarinhado e deixa-se levedar em local quente até duplicar de volume.
Entretanto, faz-se o leite creme com o meio litro de leite e o açúcar conforme as instruções da embalagem, mas não se deixa engrossar muito.
De seguida, unta-se uma forma redonda com manteiga e polvilha-se com farinha. 
Estende-se a massa com o rolo numa superfície enfarinhada, em forma de um rectângulo.
Recheia-se com o leite creme, deixando-se algum para a cobertura, polvilha-se com a canela e enrola-se pelo lado mais comprido do rectângulo e corta-se em nove partes iguais. 
Colocam-se na forma distanciadas umas das outras, uma no centro e as restantes ao seu redor, formando uma flor. 
Deixa-se levedar até as rosas aumentarem de volume.
Depois da massa levedada cobre-se com o restante leite creme e polvilha-se com as amêndoas laminadas. 
Leva-se o bolo ao forno, a 180º, até estar cozido e dourado.
Desenforma-se depois de frio.

Nota: O recheio do leite creme durante a cozedura funde-se com a massa, o que a torna mais fofa e saborosa, só o creme da cobertura é que se vê no bolo. 

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Feliz Carnaval

Desejo a todos um Feliz Carnaval.
Aproveito para publicar a história dos Caretos que são uma das tradições do Carnaval do distrito de Bragança.

Careto

(Origem: Wikipédia)

O careto é um personagem mascarado do carnaval do nordeste de Portugal. É um homem que usa uma máscara com um nariz saliente feita de couro, latão ou madeira pintada com cores vivas de amarelo, vermelho ou preto. Numa outra versão, a máscara, feita de madeira de amieiro decorada com chifres e outros apetrechos, é usada em Lazarim.

Origens
 
Pensa-se que a tradição dos Caretos tenha raízes célticas, de um período pré-romano. Provavelmente, está relacionada com a existência dos povos Galaicos (Gallaeci) e Brácaros (Bracari) na Galiza e no norte de Portugal.

Traje
 
O careto usa fatos às riscas, com capuz, de cores garridas, feitos de colchas com franjas compridas de lã vermelha, verde e amarela. Carrega bandoleiras com campainhas e enfiadas de chocalhos à cintura. Da sua indumentária faz também parte um pau ou cacete.
Citando o sítio oficial dos Caretos de Podence:
Os Caretos usam máscaras rudimentares, onde sobressai o nariz pontiagudo, feitas de couro, madeira ou de vulgar latão, pintadas de vermelho, preto, amarelo, ou verde. A cor é também um dos atributos mais visíveis das suas vestes: fatos de colchas franjados de lã vermelha, verde e amarela, com enfiadas de chocalhos à cintura e bandoleiras com campainhas. Da sua indumentária, faz também parte um pau que os apoia nas correrias e saltos. A rusticidade do ambiente é indissociável desta figura misteriosa.
   
Festas 

A festa dos caretos faz parte de uma tradição milenar que é celebrada em Portugal no Entrudo. Em Trás-os-Montes é celebrado em várias aldeias dos concelhos de Vinhais, Bragança, Macedo de Cavaleiros (especialmente Podence) e Vimioso, e na Beira Alta em Lazarim.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Folhados de carne

Mais uma sugestão simples, saborosa e bastante prática.

Ingredientes:
3- colheres de sopa de manteiga
- metade de uma cebola bem picada 
300g- de carne fresca picada + metade de um chouriço corrente picado
2- colheres de sopa de polpa de tomate
- malagueta a gosto (opcional)
- pimenta a gosto
1- raminho de salsa picada
- sal
1dl- de vinho branco
2- placas de massa folhada rectangulares
1- ovo para pincelar
 
Preparação:
Refoga-se na manteiga a cebola e a carne picada. Acrescenta-se a polpa de tomate, a salsa e tempera-se com o sal, a pimenta e a malagueta. 
Rega-se com o vinho e deixa-se estufar.
De seguida, retira-se do lume e deixa-se arrefecer um pouco. 
Entretanto, corta-se cada placa da massa folhada em 6 quadrados, coloca-se uma colher de sopa de recheio no centro de cada quadrado e fecha-se o folhado unindo-se com um bocadinho de gema de ovo as quatro pontas, de maneira a ficar com o formato como está na imagem.
Pincelam-se com o ovo batido e levam-se ao forno até estarem dourados.
Se sobrar picado pode-se aproveitar para fazer um arroz ou massa.

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Rabanadas

Este ano as rabanadas foram feitas da maneira mais simples e foi como ficaram melhor.

 Ingredientes:
- meio litro de leite   
8- fatias de pão de forma (sem ser do embalado e comprado de véspera)  
4- ovos
- Óleo para fritar 
- açúcar e canela misturados q.b.

Preparação:
Ferve-se o leite, deita-se num prato fundo e deixa-se arrefecer um pouco. Noutro prato fundo batem-se os ovos  com a ajuda de um garfo.
De seguida, leva-se o óleo aquecer numa frigideira.
Entretanto,  passam-se as fatias de pão pelo leite e depois pelos ovos. 
Fritam-se as fatias dos dois lados, em lume médio baixo, e escorrem-se sobre papel absorvente.
Num recipiente mistura-se o açúcar e a canela e polvilham-se as rabanadas com esta mistura.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Filhoses

Este ano a minha mesa de Natal foi composta pelos doces tradicionais alusivos a esta quadra.
Deste conjunto fizeram parte as filhoses que foram feitas na máquina de fazer pão.
Este ano, após algumas rectificações à receita publicada no ano passado, finalmente acertei e ficaram mesmo ao nosso gosto.     
Ingredientes: 
500g- de farinha de trigo
4- ovos 
1dl- de leite morno 
125g- de manteiga derretida
4- colheres de sopa de açúcar 
1- colher de chá de sal 
1- saqueta de fermento de padeiro em pó 
-Óleo q.b. 
-Açúcar e canela q.b.

Preparação:
Colocam-se os ingredientes na cuba da máquina de fazer pão, primeiro os líquidos e depois os sólidos (o leite morno, a manteiga derretida, os ovos batidos; de seguida, o sal, o açúcar, a farinha e o fermento).
Coloca-se a cuba na máquina e selecciona-se o programa "Massa" que demora 1h30.
Retira-se a massa para um recipiente untado com óleo e deixa-se levedar, num local quente, até duplicar de volume.  
Leva-se o óleo numa frigideira a aquecer.
Entretanto, untam-se as mãos, também, com óleo, retiram-se pequenos pedaços de massa e esticam-se com os dedos, levam-se as filhoses a fritar até ficarem douradas. 
Colocam-se em papel absorvente e de seguida envolvem-se numa mistura de açúcar e canela.