sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Era uma vez uma alheira


A avó do meu marido todos os anos cria um porco que é dividido por ela, por nós e pelo meu cunhado. Em Dezembro fizemos a matança e na semana passada trouxe o fumeiro que foi sabiamente feito e curado por ela.
Não vou postar a receita porque por azar no dia em que o fumeiro é feito estou sempre a trabalhar e não posso explicar ao certo todos os passos deste processo. Espero para o ano conseguir ajudar nesta tarefa e  ver tudo certinho para aprender. 
Esta alheira foi assada no grelhador eléctrico com a pele (nós não tiramos a pele, as alheiras conforme vão assando vão perdendo a gordura em excesso e no final ficam com um aspecto tostadinho). Depois é só servir com batatas cozidas e um grelos salteados.
Podem não acreditar já comi muitas alheiras mas as dela são as melhores.


1 comentário:

  1. Deve ser mesmo fantástica!
    As caseiras são sem dúvidas as melhores.

    ResponderEliminar